Gabinete do PrefeitoPrefeitura

Embasa debate prestação dos serviços de água e esgoto durante audiência pública em Canápolis

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) participou na última terça-feira (16) de uma audiência pública em Canápolis, no oeste da Bahia. Com a presença de representantes do executivo, legislativo e de moradores, o gerente regional, Francisco Araujo Andrade, reforçou em sua apresentação os investimentos para a população os investimentos em melhorias dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. A Embasa garantiu nos dois últimos anos um aporte de R$ 870 mil na implantação de adutoras, redes de distribuição, reservatórios em conjunto habitacional e extensão de rede para as localidades de Salobro, Umbaúba, Sambaíba, Barreiro e Santo Antônio, na zona rural de Canápolis.

Na oportunidade, Andrade também demonstrou em sua apresentação como funcionam os dois sistemas e as dificuldades enfrentadas na operação do sistema de água nos últimos anos.  “Ao pertencer a um sistema integrado com outros municípios da região, já existe uma dificuldade pela extensão da rede adutora entre a estação que trata a água que é distribuída. A instabilidade da energia elétrica na região provoca interrupção e em alguns casos, até mesmo, pane nos equipamentos que bombeiam a água para a cidade. Tudo isto também eleva os riscos de danificar a rede adutora que leva água para Canápolis”, explicou.

O gerente da Embasa também explica que parte da sede municipal fica em uma parte alta o que dificulta o restabelecimento do abastecimento em casos de paradas no sistema, cuja distribuição funciona por gravidade. “Nossas equipes estão estudando formas de minimizar o tempo do retomada do sistema e a população deve ser orientada a ter reservação (caixa d´água) para amenizar os transtornos causados por eventuais interrupções do sistema de água”, afirma. Ao abrir a audiência pública, a prefeita de Canápolis, Myriam Gonçalves Teixeira, apontou a importância destes esclarecimentos para a população sobre as ocorrências de falta de água.

O presidente da Câmara de Vereadores, Alvino de Oliveira Alves, agradeceu a participação dos gerentes e técnicos da empresa na audiência pública, e acredita, que as dúvidas foram sanadas com o objetivo de atender a demanda do município. Ao final da audiência pública, foi criada uma comissão com integrantes do executivo, legislativo, população e Embasa para garantir a melhoria contínua do serviço prestado para a população.  A Embasa beneficia 1619 imóveis com água tratada e canalizada na sede e em oito localidades da zona rural da Canápolis. Em relação ao sistema de esgotamento sanitário, o sistema foi inaugurado em 2013, e garante a coleta e o tratamento com uma cobertura de 78% da sede municipal.

Assessoria de Comunicação da Embasa

Comente aqui